Jesus, O Mestre dos mestres

Publicado em: 17 de outubro de 2021

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 82

Tags: ,

Leitura Recomendada: Mateus 7.28-29

No último dia 15/10 foi celebrado o dia do professor. Neste texto queremos homenageá-los. Tomaremos como base a pessoa do Jesus, que foi o Mestre dos mestres e ensinou com profunda sabedoria. A passagem de Mateus 7.28-29 é o texto base desta reflexão. Este texto faz parte do chamado “sermão do monte”. O tema central do sermão do monte é a justiça decorrente do caráter cristão (cf. Mt 5.20). É a idéia de ser cidadão do céu aqui na terra. Sabemos que os professores têm a importante missão de formar o caráter do indivíduo.  

Jesus, o Mestre dos mestres, ensinou com magnífica inspiração. A palavra “pedagogo” vem de duas palavras gregas: “paidos” (crianças) + “agoge” (conduzir). Portanto, o pedagogo é alguém que conduz uma pessoa a algo visando transformar sua vida. Na Grécia antiga, o pedagogo era um escravo que conduzia crianças à escola. Muitos métodos de ensinos já foram criados e outros surgirão. Lembro-me que em meu primeiro ano primário usei a cartilha “Caminho Suave” para aprender a ler e escrever. Quanta saudade!

Jesus usou vários métodos de ensino, por isso Ele pode ser chamado de “Mestre dos mestres”. Jesus é o Mestre dos mestres porque seu ensino foi marcado pela criatividade. Para ensinar, Jesus usou barcos, parábolas, casas e vários elementos da natureza. Quando falou sobre ansiedade usou as aves do céu e lírios do campo para falar dos cuidados de Deus para conosco. Para falar do amor de Deus à mulher samaritana começou o discurso falando de água. Para falar sobre quem é o maior no reino dos céus usou a figura de uma criança. Para falar de humildade lavou os pés dos discípulos.

Jesus é o Mestre dos mestres porque também ensinava com profundidade. Seus ensinos impactaram Seus ouvintes. Mateus 7.28 diz que as multidões ficaram maravilhadas de Sua doutrina.  Quando os fariseus mandaram os guardas prenderem a Jesus (cf. Jo 7.32; 45-46), estes retornaram sem o Mestre. Questionados pelos principais sacerdotes e fariseus sobre o porquê de não trazerem Jesus, estes responderam: “Jamais alguém falou como este homem” (Jo 7.45-46). Por último, Jesus é o Mestre dos mestres porque ensinava com autoridade. Mateus 7.29 afirma que Jesus ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.

Jesus é o Mestre dos mestres porque Sua vida estava em harmonia com o Seu discurso. Ele não falava uma coisa e fazia outra. Existem dois tipos de autoridade: 1) A autoridade imposta; 2) A autoridade adquirida. Jesus não impunha Seus ensinos, pois Sua vida era fonte de inspiração para as pessoas. Mackinney afirmou que “a vida do mestre é a lição que mais apela ao coração do aluno”.

Parabéns a você professor (a) pelo seu dia. Que assim como Jesus, você seja fonte de inspiração para seus alunos.

Post Anterior:
Próximo post: