Bem-aventurados os mansos

Publicado em: 12 de março de 2023

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 318

Tags: , ,

Na terceira bem-aventurança (Mt 5.5), Jesus afirma que os mansos são bem-aventurados (felizes). Mas quem são os mansos do ponto de vista bíblico? Primeiramente, devemos mostrar o que não é ser manso para Jesus. Ser manso não significa ter sangue de barata e aceitar passivamente todas as coisas (ofensas, injustiças, agressões). Ser manso não significa ser como um tapete que pode ser pisado pelo cônjuge, chefe ou colega de trabalho. Ser manso não significa abdicar seus direitos e aceitar injustiças passivamente.

Ser manso no contexto da bem-aventurança significa se dobrar à vontade de Deus. A palavra grega para manso é “praus” que significa literalmente um cavalo selvagem que foi domado. A pessoa mansa é submissa à vontade de Deus, livre de malícia e desejo de vingança. A mansidão é um dos frutos do Espírito (Gl 5.23). O maior exemplo de mansidão na Bíblia é Jesus.

As Escrituras afirmam que Jesus é manso e humilde de coração (Mt 11.29). Jesus, mesmo sendo o próprio Deus, não abusou de Sua prerrogativa, antes se esvaziou, humilhou-se, serviu, obedeceu, e sofreu a morte de cruz, sendo depois exaltado por Deus (Fp 2.5-11). Há uma música que diz: “eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim”.

A música “Modinha para Gabriela”, do ponto de vista bíblico, não encontra respaldo, pois Jesus é capaz de transformar e amansar aqueles que achamos que não tem mais jeito. Não foi isso que Ele fez com o apóstolo Paulo que de perseguidor da igreja, passou a ser embaixador do evangelho?

Se você acha que não tem mais jeito de orar por alguém e deixou de interceder por esta pessoa e hora de voltar a dobrar os joelhos e crer que Jesus é capaz de amansar o “cavalo mais selvagem”.