Tiatira, uma Advertência contra a Heresia

Publicado em: 7 de agosto de 2021

Categorias: Destaques, Estudos de Quinta Feira

Visualizações: 181

Tags: , , ,

Texto Base: Apocalipse 2.18-29

A palavra “heresia” tem sua origem na palavra grega “hairesis”. “Hairesis” originalmente significava a capacidade de escolher. Mais tarde, a palavra “heresia” foi aplicada a todo o ensino religioso heterodoxo ou estranho àquele grupo ou denominação. No meio cristão, aquele que ensina princípios contrários à Palavra de Deus é chamado de herege.

O problema da igreja de Tiatira era a heresia e a imoralidade (2.20). Dentre as 7 igrejas, a carta à igreja de Tiatira é a mais extensa. A cidade de Tiatira não tinha tanta expressão como Éfeso, por exemplo. Não era nenhum centro político ou religioso, vivendo apenas do comércio. Em Tiatira havia vários tipos de comércio, dentre eles destacamos: lã, couro, linho, bronze, tintureiros, alfaiates, vendedores de púrpura. C

aso alguém quisesse montar algum tipo de comércio em Tiatira, este deveria fazer parte das agremiações que serviam como meios de proteção, recreação e sociabilização; quem o negasse estaria fadado à falência. Estas agremiações continham festas regadas a comidas sacrificadas a ídolos e orgias sexuais. O grande dilema de alguns que se diziam cristãos e viviam do comércio era: falir ou fazer parte das agremiações? Jesus disse que não podemos servir a dois senhores (Mt 6.24). Infelizmente, havia cristãos em Tiatira que negociavam seus princípios e valores e faziam parte de tais agremiações.  

Jesus reconhece as coisas boas na igreja de Tiatira. Ele conhecia o amor, a perseverança, a fé, o serviço e as últimas obras, maiores do que as primeiras (2.19). Porém, naquela igreja havia líderes que toleravam uma falsa profetisa chamada Jezabel (2.20). Esta Jezabel não tem nada a ver com a mulher de Acabe (cf. I Rs 16.29-34). A Jezabel infiltrada na igreja de Tiatira promovia a heresia e a imoralidade (2.20). Jezabel era tolerada por alguns líderes e membros da igreja por ser uma mulher de posses e de grande influência na cidade de Tiatira. Jezabel pregava que o pecado só poderia ser vencido se experimentado. Jesus vai na contramão de tal ensino e proclama a mensagem de arrependimento (2.21).

Infelizmente, nem Jezabel nem seus seguidores, se arrependeram e por isso foram punidos severamente por Deus (2.22-23). Assim, como Deus conservou 7.000 que não se dobraram a baal (cf. I Rs 19.18), assim também na igreja de Tiatira havia cristãos que se conservaram fieis e não se dobraram aos ensinos de Jezabel (2.24). A história da igreja de Tiatira mostra que a igreja deve cuidar da doutrina e não negociar seus princípios e valores.

A Palavra de Deus não pode ser barganhada por dinheiro, fama ou influência. Tais elementos são passageiros, mas a Palavra de Deus não (Is 40.8)! É tempo da igreja evangélica se arrepender de ensinos heréticos como o uso do sal grosso, o copo com água sobre a televisão, galho de arruda,  a troca de anjo, entre outros. É tempo da igreja evangélica parar de buscar aliança e influência de políticos e pessoas renomadas e buscar a direção e poder do ETERNO.