Oferta agradável a Deus

Publicado em: 12 de janeiro de 2020

Categorias: Estudos de Quinta Feira

Visualizações: 255

Tags: ,

Ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Abel, por sua vez, trouxe das primícias do seu rebanho e da gordura deste. Agradou-se o Senhor de Abel e de sua oferta; Aconteceu que no fim de uns tempos trouxe Caim do fruto da terra uma oferta ao Senhor.

Gênesis 4.3-5

Adão e Eva tiveram muitos filhos (Gn 5.4), mas ao que indica Caim e Abel eram os primogênitos. Alguns teólogos chegam a afirmar que eles teriam sido gêmeos, mas não há nada que comprove essa teoria. O que se pode afirmar é que com a entrada do pecado no mundo, por meio da desobediência do casal original (Gn 3.6), vemos que a maldade do homem cresce em quantidade e intensidade em um curto intervalo de tempo.

Caim é a descrição clara de um seguidor de Satanás: cheio de maldade, mentiras (Gn 4.9; Jo 8.44; 1Jo 3.12), hostilidade contra Deus e desígnio assassino (Gn 4.8; Mt 23.35; Hb 11.4). Ele é uma pessoa que não controla seus atos e pensa somente no que lhe agrada.

Vemos o afastamento de Caim com Deus e seu descaso com o Criador no momento das ofertas (Gn 4.3-4). Caim era lavrador e Abel pastor de ovelhas, a Bíblia relata que ao final de um tempo determinado (Gn 4.3) eles vieram trazer ofertas ao Senhor. Matthew Henry diz que esta passagem “No fim de uns tempos” pode ser entendida como o final de um ano, um banquete de reunião, um jejum anual ou até o término dos dias da semana. Independentemente do intervalo de tempo o que importa neste relato é que em um determinado momento eles levavam a Adão, que era o sacerdote da família, ofertas que seriam dedicadas ao Senhor. Matthew afirma, ainda, que há razões para crer que havia uma ordem divina dada a Adão acerca disso.

Os dois irmãos trouxeram a oferta, mas Deus se agradou de apenas um e rejeitou a oferta do outro (Gn 4.4-5). Por quê?

Existem duas teorias: a primeira trata do que cada um trouxe. Enquanto Abel trouxe das primícias e da gordura do seu rebanho, ou seja, trouxe do melhor que tinha, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta (Gn 4.3), isso pode representar que ele trouxe o que tinha mais fácil a mão ou o que não desejava mais, não o melhor. A segunda sugere que o fato de Abel ter trazido um sacrifício de sangue e Caim não foi o fator da rejeição por parte de Deus. Veja, o que importa neste relato é que Caim deixou de oferecer a Deus o primeiro e o melhor.

Quando se oferta a Deus deve-se lembrar para quem se está oferecendo sacrifícios. Ele é Deus, o Criador, tem direito as primícias (Dt 26.1-11) e que a oferta seja feita com fé. Inclusive este é outro motivo de Deus ter se agradado da oferta de Abel e não de Caim, Abel fez sua oferta com fé e por isso foi aprovado e obteve o testemunho de ser justo (Hb 4.11).

Quando ofertar, lembre-se para quem está ofertando, faça com fé e lembre-se de oferecer sempre as primícias e o melhor.