Acervo: Os Pré-Reformadores

Publicado em: 1 de novembro de 2018

Categorias: Notícias

Visualizações: 38

Tags:

Ontem, celebramos 501 anos de Reforma Protestante. Quando falamos em Reforma Protestante, logo nos vêm à mente Martinho Lutero ou João Calvino. Porém, não podemos nos esquecer que há outros homens que foram fundamentais para a deflagração do movimento protestante. São os chamados pré-reformadores, dentre os quais destacamos dois: John Wyclif e John Huss.

John Wyclif – nascido na Inglaterra no século XIV, foi filho de camponês. Identificava-se com os pobres, interessando-se pelos seus problemas. Pregava aos pobres de forma simples e objetiva, condenando o abuso papal, a teoria de transubstanciação na Ceia (o pão e o sangue se transformam literalmente no corpo e no sangue de Cristo), taxando tal doutrina de magia e superstição. Wyclif defendia que a verdadeira igreja era composta pelos eleitos de Deus e compreendia que a autoridade da igreja não está em sua hierarquia nem na tradição, mas na Palavra de Deus. Ficou preso vários meses em sua casa, onde escreveu vários livros. Foi condenado como herege no Concílio de Constança, e seus restos mortais foram exumados e queimados e suas cinzas jogadas no rio Swift. Após sua morte a doutrina que pregava foi anunciada entre o povo pelos Lolardos que condenavam o romanismo e levaram a cabo a tradução da Bíblia para o inglês iniciada por Wyclif.

John Huss –  nasceu em 1730 na Boêmia (República Checa). Pregava contra os abusos da igreja e conclamava o povo a voltar-se para a Bíblia e suas verdades. As obras de Wyclif muito influenciaram a John Huss. O Papa ordenou que parasse com suas pregações, mas ele continuou. Em 1410 foi convocado para ir a Roma e, por não ter atendido foi excomungado. Foi convocado a se re-tratar de suas doutrinas evangélicas. Pela sua firme convicção, foi preso várias vezes, sendo castigado com escassez de pão. Huss, porém, declarou com bravura: “Apelo a Jesus Cristo, o único Juiz Todo-Poderoso e totalmente justo. Em Suas mãos deponho a minha causa, pois Ele há de julgar cada um não com base em testemunhos falsos e concílios errados, mas com base na verdade e na justiça”.

Finalmente, em 06 de julho de 1415, depois de grande humilhação, queimaram seus livros e levaram-no à fogueira e mesmo sendo queimado vivo, clamava misericórdia aos seus inimigos, cantou salmos e profetizou: “Hoje vocês estão matando um ganso (Huss), mas em breve Deus levantará uma águia (Lutero), e ela você não poderão matar.”  Anos depois, no dia 31 de Outubro de 1517, pelas mãos de Martinho Lutero foi deflagrada a Reforma Protestante.