A Providência

Publicado em: 19 de setembro de 2019

Categorias: Destaques, Estudos de Quinta Feira

Visualizações: 45

Tags: ,

A providência trata acerca dos meios que Deus provê para alcançar os fins de seu governo e ao cuidado que Ele manifesta por todas as suas criaturas.

PROVIDÊNCIA EM GERAL

A providência geral é a obra de Deus pela qual Ele preserva todas as suas criaturas e está ativo em tudo que acontece. Existem muito conceitos errados acerca da providência, veja os dois mais comuns:

CONCEITO DEÍSTA: Deus criou tudo, estabeleceu suas leis e se afastou dessa criação. Contemplando tudo à distância e só interfere se algo foge do regular (o mundo está no piloto automático).

CONCEITO PANTEÍSTA: Não distingue Deus do mundo, o curso da natureza seria a autorrevelação de Deus. De acordo com este sistema, Deus é responsável por tudo, até os atos do homem, ou seja, o homem não é responsável pelos seus atos.

Costumam-se separar a providência em geral e especial, sendo a primeira o controle de Deus sobre o universo e a última o seu cuidado com cada uma das suas partes. Quem acredita que a natureza é controlada apenas por leis invariáveis negam a providência especial e não creem em milagres e que Deus responda às orações. Outros afirmam que Deus controla somente o grande, não dando atenção às coisas pequenas, porém, isso é um erro, uma vez que sem controle das coisas pequenas não se controla o todo.

ELEMENTOS DA PROVIDÊNCIA EM PARTICULAR

1) PRESERVAÇÃO DIVINA: O mundo existe distinto de Deus, mas, apesar disso, tem sua base de existência Nele. Tudo é mantido pelo seu poder

2) CONCORRÊNCIA DIVINA: Deus é operante em cada ato das criaturas, não somente nos bons, mas nos maus também. Mesmo assim o ser humano é responsável pelos seus atos, uma vez que é ele que age de forma espontânea para cometer o erro.

3) O GOVERNO DIVINO: É a atividade contínua de Deus com que Ele governa todas as coisas segundo o seu propósito.

AS PROVIDÊNCIAS EXTRAORDINÁRIAS (MILAGRES)

Os milagres são atos da providência de Deus pelo qual ele opera de maneira extraordinária. São os exercícios do poder sobrenatural de Deus e mesmo sendo em menor frequência do que acontecia nos tempos bíblicos eles ainda ocorrem.