Os nomes de Cristo

Publicado em: 14 de dezembro de 2019

Categorias: Estudos de Quinta Feira

Visualizações: 253

Tags: ,

O nome na antiguidade não era apenas para identificar uma pessoa, o nome era carregado de valores e expressava algo na vida daquela pessoa. Exemplo, o nome Abrão tem o significado de Grande pai e a partir de Gênesis 17 ele passa a ser chamado de Abraão, que significa pai de muitas nações simbolizando a promessa que Deus fez a ele dizendo que ele seria pai de uma grande descendência. O mesmo ocorre com Jacó (enganador ou agarrador de calcanhar) que teve seu nome mudado para Israel (ele luta com Deus ou lutador de Deus), Jesus mudou o nome de Simão para Pedro e há tantos outros casos. Desta forma, o nome escolhido falava acerca daquela pessoa e o que ela representava e isso não é diferente para Jesus. Ele foi chamado por vários nomes, vejamos os principais e seus significados:

JESUS: É a forma grega do nome hebraico “Jehoshua” (Josué). Também pode ser encontrado como “Jeshua” ou “Jesua”. O nome é derivado da palavra hebraica “salvar”.

CRISTO: É o equivalente a “Messias” do Antigo Testamento. Significa “ungido”. Antigamente, reis e sacerdotes eram regularmente ungidos. O ato de urgir representava a transferência do Espírito para a pessoa consagrada. O óleo usado na unção simbolizava o Espírito de Deus. A unção incluía três elementos: 1) A designação para um ofício; 2) O estabelecimento de uma relação consagrada entre o ungido e Deus; 3) A comunicação do Espírito de Deus àquele que tomou posso do ofício.

FILHO DO HOMEM: Este nome deriva de Daniel 7:13. Era a designação mais comum utilizada por Jesus. Ele a usou mais de 40 vezes. Expressa a humanidade de Cristo e sua singularidade de um ser de caráter sobre-humano.

FILHO DE DEUS: Quando aplicado a Cristo ele possui três sentidos: 1) Para indicar que a natureza humana de Cristo é de origem direta da atividade sobrenatural de Deus. 2) Descreve o ofício de Cristo. Ele é herdeiro e representante de Cristo. 3) Serve para designar Cristo como a segunda pessoa da trindade.

SENHOR: Existem três sentidos no uso deste nome:

1) Era usado como tratamento cortês e respeitoso (Mt 8.2);

2) Se refere a sua autoridade e domínio mas sem indicar algo quanto ao caráter divino de Cristo (Mt 21.3);

3) usado para se referir ao caráter exaltado de cristo e é quase equivalente ao nome de Deus (Fp 2.11).

Como pode-se observar os nomes de Cristo conferiam a Ele qualidades e atributos, demonstra seu poder, divindade, humanidade, seu caráter e seu papel no plano salvífico de Deus. Fora os nomes acimas há muitos outros como: Verbo (Jo 1.1), Cordeiro de Deus (1.29); Mediador (1Tm 2.5); Alfa e Ômega, princípio e fim, primeiro e último (Ap 22.13); Emanuel (Deus conosco – Mt 1.23); Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz (Is 9.6).

Post Anterior:
Próximo post: