Missão e Compaixão

Publicado em: 31 de outubro de 2018

Categorias: Estudos de Quinta Feira

Visualizações: 796

Tags: ,

Por compaixão se entende o sentimento piedoso de simpatia para com a tragédia pessoal de outrem. A compaixão é o desejo de diminuir o sofrimento alheio. A compaixão é marcada pela ternura para com o sofredor. Não se faz missão sem compaixão, pois andam de mãos dadas. Quando se fala destes dois assuntos, é quase impossível não lembrar do profeta Jonas. Jonas é um dos mais conhecidos livros da Bíblia. Cristãos e não cristãos o conhecem. O nome “Jonas” significa  “pombo”.

Este profeta viveu em Samaria (região Norte de Israel), durante o reinado de Jeroboão II (782-753 a.C.). Deus o chamou para pregar em Nínive capital do Império Assírio, porém, ele foge do chamado embarcando num navio em direção a Társis (sul da Espanha) que ficava cerca de 3.500 km de Nínive. E por que Jonas foge? Jonas foge porque era um profeta nacionalista. Achava Jonas que a salvação era apenas direcionada a seu povo, os hebreus.  Jonas foge porque lhe faltava compaixão e não entendia que Deus ama a todos indistintamente. O mesmo Deus que amou a Jonas é o mesmo Deus que amou os ninivitas e que nos ama também.

O rebelde profeta só pregou em Nínive depois de ser provado por Deus e ser engolido por um grande peixe (Jn 2.1-10).  Assim como Jonas foi chamado, Deus também tem um chamado para nós e não podemos fugir. Fazer missões é compartilhar da grande compaixão que Deus teve e ainda tem para conosco. O SENHOR quer que levemos a mensagem de salvação aos familiares, aos vizinhos, aos amigos e inimigos, aos moradores de Ribeirão Preto, do Brasil e das mais variadas nações. Longe de nós, fugirmos do chamado de Deus como, a princípio, fez Jonas.

Que possamos ter a mesma compaixão de Paulo, que teve um profundo amor pelas almas perdidas (I Co 9.16-23). Que possamos ter a mesma compaixão de Moisés, que pediu a Deus que riscasse o seu nome do livro da vida, caso o SENHOR não perdoasse os pecados dos israelitas (Êx 32.32). Visto que missão e compaixão andam juntas, a partir de hoje começaremos uma nova série de mensagens chamada “Vencendo a falta de Compaixão – Restaurando o fervor Missionário.”