A fé de um Soldado

Publicado em: 28 de janeiro de 2024

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 68

Tags: , , , , , , , ,

Texto Base: Mateus 8.5-13

O Evangelho de Mateus, capítulo 8, versículos 5 a 13, descreve a cura do servo de um centurião romano. Temos nesta passagem algo bem inusitado: um soldado romano, portanto um gentio ou estrangeiro, pedindo algo a um judeu. Pelo fato de Roma dominar a terra de Israel, havia muita inimizade entre Romanos e Israelitas. Porém vemos aqui algo improvável acontecer. Acompanhe aqui algumas lições que tiramos deste encontro entre o Centurião Romano e Jesus Cristo.

Humildade e carência da graça de Cristo: O centurião aborda Jesus com humildade e reconhece sua própria insuficiência para resolver a situação. Apesar de sua posição de autoridade como centurião, ele aborda Jesus com respeito e humildade, chamando-o de Senhor. Ele coloca de lado sua posição social e os impedimentos de ordem terrena que separavam seus povos e em um ato de fé reconhece a plena capacidade de Cristo para salvar a vida de seu empregado. Este centurião mesmo não sendo um religioso, mostra a importância que um coração humilde e cheio de Fé, inclusive para os religiosos da época. Será que temos a mesma humildade e fé que este homem teve?

Fé e Confiança em Cristo: A atitude do centurião demonstra uma fé notável. Muitos religiosos judeus, por mais que houvessem visto os milagres e feitos de Cristo, se recusavam a crer que ele era o Filho de Deus. O Centurião, todavia, acredita que Jesus pode curar seu servo apenas com uma palavra, sem a necessidade de presença física. A fé como o meio pelo qual os crentes, mesmo não vendo, podem ter a plena certeza do agir de Cristo em suas vidas. Os Fariseus, Saduceus e Escribas estavam cegos a esta fé. 

A Resposta de Jesus à Oração Fervorosa:  A intercessão do centurião em favor de seu servo ressalta a importância da oração na vida do crente. O pensamento reformado enfatiza a necessidade de uma vida de oração, reconhecendo a dependência de Deus em todas as áreas. Jesus exerce sua autoridade não apenas sobre as enfermidades, mas sobre todas as circunstâncias da vida. Nesta passagem vemos que Deus tem plena capacidade de intervir em nossas vidas quando confiamos Nele. A resposta positiva de Jesus à fé do centurião destaca a importância da confiança e submissão a Cristo. Na perspectiva reformada, a resposta divina à fé é um lembrete da graça de Deus que opera na vida daqueles que creem.

Ao refletirmos sobre esses pontos, somos motivados a buscar uma relação mais profunda e confiante com Cristo, reconhecendo que Sua graça é capaz de transcender todas as barreiras e intervir de maneira transformadora em nossas vidas.