O Fardo do Descontentamento

Publicado em: 17 de junho de 2019

Categorias: Devocionais

Visualizações: 624

Tags:

Segundo Max Lucado, em seu precioso livro “Aliviando a Bagagem”, uma das maiores prisões para o ser humano é a “Prisão do Querer”. Esta prisão traz a ideia de que seremos realmente felizes se conquistarmos, mais e mais e mais. E quando se conquista, o vazio parece não sair. O salmista Davi reconheceu através do Salmo 23 que Deus era o provedor de sua vida e que nada haveria de faltar. Afirmar que “nada me faltará” aponta para a ideia de que Deus deve ser a nossa satisfação maior e que Nele pode-se encontrar o verdadeiro contentamento. Duas verdades devem ser reconhecidas: 

1) Os bens não são nossos e nada levaremos deste mundo (Ec 5.15) e 

2) Não seremos conhecidos por Deus por causa dos bens materiais. 

Em outras palavras, Deus não nos ama por causa de nossa melhor roupa, casa ou carro. Deus olha nossa coração e não nosso exterior (I Sm 16.7). Quando perguntaram ao contador do milionário John Rockfeller sobre quanto ele havia deixado após sua morte, a resposta do contador foi tudo. Paulo afirma que nada temos trazido para este mundo e nada levaremos dele (I Tm 6.7). 

A recomendação de Jesus é que ao invés de pensarmos em acumular apenas tesouros deste mundo, invistamos principalmente em nossa vida espiritual (Mt 6.19-21). Que Deus ajude você a encontrar o contentamento em Deus.

Post Anterior:
Próximo post: