Jesus, a Esperança dos Cativos

Publicado em: 23 de julho de 2019

Categorias: Devocionais

Visualizações: 596

Tags:

Em Marcos 5.1-20, vemos que o diabo fez da vida do geraseno um retrato da miséria e do caos. Andando pelos sepulcros, sem dormir, ferindo-se com pedras e gritando a plenos pulmões, ele impunha medo na sociedade. O máximo que os habitantes puderam fazer por ele foi prendê-lo com cadeias e correntes que logo eram quebradas pelo endemoninhado geraseno. Os habitantes daquela região desistiram dele. Ele foi abandonado pela família, amigos e sociedade. A ação dos habitantes da terra dos gerasenos mostra o quão é limitado o socorro humano.

A palavra de Deus afirma que o socorro vem do Senhor que fez o céus e a terra (Sl 121.1-2). Quando o socorro vem de Deus as coisas tomam outro rumo. Vemos na passagem que Jesus chega na terra dos gerasenos. Era noite e lá Ele opera o milagre:

1) Ele enfrenta uma tempestade para chegar às terra dos gerasenos;

2) Ele liberta o geraseno da legião de demônios permitindo que estes fossem para uma manada de porcos. Jesus quis mostrar com isso duas coisas: Primeiro que a ação dos demônios na vida daquele homem era real, depois, mostrar que para o diabo o ser humano vale tanto quanto um porco;

3) Ele trouxe serenidade, decência e paz ao geraseno;

4) Ele fez do geraseno um missionário de Deus.

A passagem do geraseno é maravilhosa porque mostra que Deus pode fazer daquele que era escória da sociedade, agente de morte e destruição, um vaso de bençãos nas mãos do Senhor.