A Ação destrutiva de Satanás

Publicado em: 24 de julho de 2019

Categorias: Devocionais

Visualizações: 628

Tags:

Uma das passagens mais interessantes da Bíblia é o encontro de Jesus com o endemoninhado geraseno. Mateus registra dois homens. Já Marcos e Lucas, apenas um. É possível que tanto Lucas quanto Marcos querem ressaltar a violência maior de um dos endemoniados e também sua capacidade maior de articulação. A passagem de Marcos 5.1-20 é bem detalhada e mostra o que satanás pode fazer com aqueles que rejeitam a Deus. A possessão demoníaca pode ter várias causas, dentre elas: práticas sexuais promíscuas, agasalhar ódio no coração, prática de feitiçaria, e claro, não ter Jesus no coração.

Não sabemos a causa da possessão demoníaca daquele pobre homem. Quando Jesus chega na terra dos gerasenos e pergunta o nome da entidade, a resposta é Legião (Mc 5.9). Legião é uma referência ao mais perverso e cruel grupo de soldados romanos. Composta por 6.000 soldados, a legião romana deixava um rastro de morte e destruição por onde quer que passasse. Portanto, aquele pobre homem tinha dentro de si cerca de 6.000 demônios. O que estás entidades faziam com ele? Vemos em Lc 5.1-6 que ele era violento, morava nos sepulcros que eram cavernas onde as pessoas eram enterradas, andava nu (Lc 8.27), não dormia, pois andava naquele cemitério de dia e de noite, vivia longe da família, da sociedade e de longe poderia se ouvir seus gritos.

O geraseno era o retrato da miséria. O inimigo roubou sua paz, sua alegria, seu pudor, sua família, sua serenidade. O diabo fez isso com o geraseno com dois propósitos:

Mostrar seu prazer em destruir a jóia da criança de Deus que é o ser humano;

Destilar seu ódio contra o próprio Deus, pois jogando os seres humanos na sarjeta, na prostituição, nas drogas, na marginalidade, na corrupção, entre outras atrocidades, ele quer trazer tristeza ao coração de Deus, ao mostrar que os seres humanos que são criados à imagem e semelhança do Eterno encontram-se em situação deplorável.

A história do geraseno mostra duas coisas: Mostra a situação deplorável daqueles que se entregam a satanás; Mostra que temos que resistir com todas as forças aos ataques do maligno. A palavra de Tiago é: “Sujeitai-vos, portanto a Deus, mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4.7). Oro por você resista contra as investidas do inimigo.