De onde vem o meu Socorro?

Publicado em: 8 de julho de 2021

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 304

Tags: , ,

Texto: Salmos 121.1-8

O salmo 121 é um dos mais conhecidos e amados da Bíblia. Este salmo de confiança foi escrito para ser entoado pelos peregrinos durante a viagem a Jerusalém para adorar a Deus (3 festas – festa da Páscoa, como Pentecoste e dos Tabernáculos). Durante o cântico do Salmo 121, os líderes cantavam os versículos 1 e 2 e outras pessoas respondiam com os versículos 3 e 4 e assim por diante. O tema central do salmo é a proteção de Deus sobre o seu povo, Tanto que o verbo guardar é usado seis vezes no Salmo 121. O salmo começa com a linda declaração: “Elevo os olhos para os montes, de onde me virá o socorro?” (121.1).

Era comum os cultos idólatras Baal, ser realizado nos montes (Jr 3.23; 13.37; 17.2). Jerusalém ficava no monte, o templo onde Deus era adorado ficava no Monte Sião. Era para lá que o salmista estava apontando, para o socorro que vem do Senhor que fez o céu e a terra (121.2). E por que? O próprio salmista responde. O nosso Deus é socorro porque Ele não dormita (121.4), Ele é como uma sombra que nos acompanha constantemente (121.5). O Senhor é quem acompanharia os peregrinos durante a jornada protegendo-os dos perigos do dia e da noite (121.6). Havia a crença entre os pagãos que a sol e a lua eram as maiores divindades.

O salmista quer nos mostra que Deus está acima deles e tem controle sobre eles. Os peregrinos durante a jornada até Jerusalém poderiam vacilar. O medo poderia tomar conta deles. As montanhas com seus perigos geravam temor. Salteadores e animais ferozes poderiam estar à espreita. O calor intenso e a noite fria causavam hesitação Quando a vontade é desistir, o salmista mostra que Deus é Aquele que nos fortalece e não permite que nossos pés vacilem (121.3). Por fim, o salmista declara que Deus guarda a entrada e saída de Seus servos (121:8). Este versículo é uma referencia ao “mezuza” que significa em hebraico (umbral).

O mezuzá era um recipiente afixado no umbral das portas das casas dos peregrinos. O “mezuzá” continha duas passagens da Torá: Deuteronômio 6.4-9 (shemá) e 11.13-21 (vehaiá). Termino esta devocional perguntando: De onde vem o seu socorro? Políticos? Fama? Dinheiro? Falsos deuses? De onde vem o seu socorro eu não sei, mas o meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.