Confiando em Deus nas adversidades

Publicado em: 28 de agosto de 2021

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 196

Tags: , , ,

Leia o Salmo 125.1-5

O sexto salmo de romagem, o salmo 125, é um dos mais amados da Bíblia. Os versículos 1 e 2 são sempre relembrados e citados pelos cristãos. Este maravilhoso salmo de romagem também serviu como inspiração para um conhecido cântico cantado até hoje nas igrejas evangélicas. O salmo 125 também serviu como fonte de esperança e encorajamento para os judeus que subiam até Jerusalém para uma das três festas anuais (Páscoa, Tabernáculo e Pentecostes) com intuito de adorar ao SENHOR.

Ainda hoje, este salmo nos encoraja a não desanimar da caminhada cristã. Este salmo possivelmente trata da oposição dos inimigos que tentavam desanimar Neemias e Esdras na reconstrução dos muros e templo de Jerusalém (Ne 6.9-14; Ed 9-10). Para que não desanimemos diante das oposições, adversidades e tribulações, o salmista retrata a natureza daqueles que confiam no SENHOR.

Primeiramente, o salmista diz que os que confiam no SENHOR são como o monte de Sião que não se abala, firme para sempre (v.1). Jerusalém ficava sobre o monte Sião. Este monte era firme e sólido. Tempestades e ventos contrários não abalavam este monte. Em nossa peregrinação para a Jerusalém celestial também enfrentamos tempestades, afinal, viver não é tarefa fácil. Quando o autor do salmo nos compara a um monte firme, ele não está dizendo que não enfrentaremos medos e incertezas. Também não está dizendo que nunca haverá coisas que podem nos assustar. O que ele quer dizer é que Deus é poderoso, por mais que enfrentemos lutas, a ficarmos firmes na fé, pois é o SENHOR que começa e completa a obra da salvação em nós (Fp 1.6).

Sobre o medo, Max Lucado afirma: “A presença do medo não significa que você não tem fé. O medo visita a todos, mas faça do seu medo um visitante, não um residente”. O salmista também fala de um Deus protetor. Observe que assim como em redor de Jerusalém estavam os montes, assim o SENHOR em derredor do Seu povo (v.2).

O monte Sião não era alto como o Everest, mas era cercado por uma cadeia de montanhas que o protegiam. Esta linda linguagem figurada quer nos mostrar que Deus está conosco, por mais que os momentos adversos sejam difíceis. É por isso que com a ajuda de Deus, o cetro do ímpio não prevalecerá (v.3). O cetro é um símbolo de governo político e militar. É símbolo da opressão contra o povo de Deus por uma força maligna estrangeira. No livro de Neemias, vemos que por mais que opositores se levantaram contra o povo de Deus, eles não conseguiram parar a obra de SENHOR (Ne 6.15).

Meu desejo, assim como o salmista, é que o SENHOR faça o bem a você que é fiel a Ele (v.4) e que derrame paz sobre o seu coração por mais que seu momento seja de extrema dificuldade e que você continue firme nos propósitos do ETERNO (v.5).