Resenha da Semana: Igreja Perseguida

Publicado em: 4 de março de 2022

Categorias: Destaques, Notícias

Visualizações: 54

Tags: , ,

Separamos para você Leitor um resumo dos fatos que tem acontecido no mundo Cristão durante esta semana. Nesta primeira edição, falamos sobre a Igreja Perseguida.

Veja abaixo os principais fatos que estiveram em destaque na mídia:

CHINA PROIBIU CULTOS ON-LINE NÃO AUTORIZADOS PELO GOVERNO

Foto: Reuters

De acordo com reportagem veiculada no programa os “Pingos nos Is” da Jovem Pan, a China restringiu mais uma vez a liberdade de Culto no país. O Alvo do ditador comunista agora são as igrejas em suas plataformas digitais. A édito que entrou em vigor nesta semana, cortou de muitas igrejas um recurso crucial em sua capacidade de pregar o evangelho.

Com esta nova proibição, qualquer grupo religioso que queira realizar atividades online, seja em streaming ou publicação de sermões, deve primeiro obter uma Permissão de Serviço de Informações Religiosas da Internet. Também nenhuma organização ou indivíduo pode arrecadar fundos “em nome da religião” online.

Esta regulamentação torna o funcionamento de uma igreja doméstica ou uma igreja não sancionada na China muito mais perigoso.

RUSSIA MULTA EVANGÉLICOS POR EVANGELIZAREM NA CRIMÉIA

Foto: Deutsche Welle

Segundo informações do Gospel Prime e da Missão Portas abertas, ao menos 10 cristãos protestantes da Crimeia, região no sudeste da Ucrânia que está sendo controlada pela Rússia, foram multados por evangelizarem em 2021. De acordo com o Forum 18, ao todo foram 23 processos administrativos sob as leis de Yarovava, conhecidas como “leis anti-missões”, que foram impostas pela Rússia após ocupar a Crimeia em 2014.

Entre os casos relatados, quatro envolvem membros de uma igreja protestante em Sebastopol, na qual o pastor Evgenii Kornev e um membro da igreja foram multados por liderar cultos e outro membro da igreja foi multado duas vezes por seu trabalho religioso. A prova para a condenação foi extraída de redes sociais da igreja.

Além disso, agentes de segurança da Rússia invadiram uma pequena igreja protestante em Kerch, uma cidade no Leste da Crimeia, com base na Lei de Religião da Rússia. Um membro da igreja acabou sendo multado por entregar panfletos a duas mulheres que não eram membros da igreja.

As igrejas protestantes em Donbass estão sob crescente pressão desde 2014, depois que os rebeldes, apoiados pela Rússia, estabeleceram autoproclamadas repúblicas independentes nas províncias de Donetsk e Luhansk, porém como não há reconhecimento oficial do Ocidente sobre a independência das regiões, a lei russa não pode ser imposta.