A Porta Estreita

Publicado em: 7 de maio de 2022

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 57

Tags: , , , , ,

“Entrai pela porta estreita […] que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela” 

Mateus 7.13,14

Há duas portas, a larga e a estreita. Há dois caminhos, o espaçoso e o apertado. O A porta larga e o caminho espaçoso conduz para a perdição; a porta estreita e o caminho apertado conduz para a vida. São muitos os que entram pela porta larga e trafegam pelo caminho espaçoso. São poucos os que acercam com a porta estreita e trafegam pelo caminho apertado. 

Só há dois tipos de pessoas: aquelas que entram pela porta larga e andam pelo caminho espaço e aquelas que entram pela porta estreita e andam pelo caminho apertado. Só há dois tipos de destino: a perdição e a vida. É impossível que alguém entre pela porta larga e trefegue pelo caminho espaçoso e encontre a vida. De igual modo, é impossível que alguém entre pela porta estreita e ande pelo caminho apertado e se perca eternamente.

O que significa entrar pela porta estreita e andar pelo caminho apertado?

Em primeiro lugar, é assumir um compromisso pessoal com Deus. A entrada é individual. Ninguém entra por essa porta por procuração ou por atacado. O relacionamento com Deus é individual. Os pais não podem representar os filhos nem os filhos aos pais. A esposa não pode levar o marido consigo, de carona, nem o marido levar sua mulher. A responsabilidade é pessoal. Esta porta é Jesus. Só quem entra por ele tem liberdade, provisão e salvação.         

Em segundo lugar, é reconhecer Jesus Cristo como o único Salvador e Senhor. A porta estreita não é uma instituição, mas é Cristo Jesus. Ele disse: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem” (Jo 10.9). O caminho apertado não é um conjunto de regras, mas Cristo Jesus. Ele disse: “Eu sou o Caminho […] e ninguém vem ao Pai senão por mim”. Não há salvação em nenhum outro nome.

Em terceiro lugar, é renunciar ao pecado. A porta está aberta para todos, mas não para tudo. São os arrependidos é que entram por essa porta e não os impenitentes. Na porta larga muitos entram com sua pesada bagagem de pecados e mazelas e pelo caminho espaçoso muitos trafegam, vivendo dissolutamente. Porém, isso é impossível àqueles cujo propósito é caminhar para a vida. Os salvos não amam o pecado nem fazem concessão à iniquidade. Aqueles que conhecem a Deus não vivem na prática do pecado.

Em quarto lugar, é buscar uma vida de santidade. Entrar pela porta estreita é matricular-se na escola da santidade. Só os puros de coração verão a Deus. Sem santificação ninguém verá o Senhor. O caminho estreito é trilhado pelos que amam a santidade. Aqueles que rumam para a glória eterna não se distraem com os encantos do mundo nem colocam seu coração nos prazeres desta vida. Eles buscam em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça.

Em quinto lugar, é viver para a glória de Deus. A glória de Deus é vetor da vida cristã. Nascemos e crescemos para a glória de Deus. Casamos e temos filhos para a glória de Deus. Trabalhamos e descansamos para a glória de Deus. Fazemos investimentos e ampliamos o espaço da nossa tenda para a glória de Deus. Comemos e bebemos para a glória de Deus. Pregamos o evangelho e fazemos missões aqui, ali e além-fronteiras para a glória de Deus. Enquanto peregrinamos para o céu reconhecemos que tudo vem de Deus, tudo é por meio de Deus e tudo é para Deus.

Você já entrou pela porta estreita? Já está andando rumo à glória no caminho apertado? Hoje é o dia da decisão. Agora é o tempo oportuno!

Texto do Reverendo Hernandes Dias Lopes