A Lenda Cherokee

Publicado em: 5 de maio de 2015

Categorias: Devocionais

Visualizações: 1386

Tags:

Texto Base: Salmo 121.1-8

           Há momentos na vida que as coisas parecem não dar certo. Situações adversas como a falência de uma empresa, a crise financeira, a perda da saúde, a crise familiar, a depressão, o envolvimento de entes queridos com drogas ou alcoolismo, o luto, entre outros, fazem-nos pensar que não há mais solução. Mesmo aqueles que se dizem cristãos, quando afligidos por problemas, têm dificuldades em enxergar os cuidados de Deus em meio às adversidades.

            Para você que tem se sentido assim, quero trazer ao seu conhecimento uma antiga lenda dos índios “Cherokee” americanos que li tempos atrás. Esta lenda fala sobre o rito de passagem de um jovem índio “Cherokee”. Nela, o pai leva o filho durante o final da tarde para a floresta, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho. O filho se senta sozinho no alto de um penhasco por toda a noite e não pode tirar a venda dos olhos. Ele deverá esperar o sol raiar para que a venda dos olhos seja tirada.

          Ele não pode gritar por socorro a ninguém. Se ele passar a noite toda lá será considerado um homem. Ele não poderá contar a experiência a nenhum dos outros meninos porque cada um deverá se tornar um homem a seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido.  O menino está naturalmente amedrontado. Ele pode ouvir toda a espécie de barulho, os animais selvagens podem estar ao redor, salteadores podem feri-lo, insetos e serpentes podem picá-lo. Ele pode estar com frio, fome e sede.

             O vento sopra a grama, galhos balançam, ouve-se o pio da coruja e ele permanece firme, resistindo bravamente a remover a venda dos olhos. E, finalmente, após a terrível noite, o sol aparece e a venda é removida. Para a surpresa do jovem, o pai estava sentado ao lado dele. Na realidade, o pai ficara a noite toda sentado ao lado do filho, protegendo-o dos perigos da montanha.

         Esta lenda nos ensina que por mais que passemos lutas e provas; por mais que medo bata à porta de nosso coração, não estamos sozinhos. Mesmo quando não percebemos, Deus está olhando para nós.

             Quando as provas surgirem, lembre-se que você não está sozinho (Isaías 41.10). Tenha uma boa semana.