O Tanque de Siloé, citado na Bíblia, será escavado em Jerusalém

Publicado em: 1 de janeiro de 2023

Categorias: Destaques, Notícias

Visualizações: 45

Tags: , , ,

As escadarias acima, eram parte das bordas do tanque

A Autoridade Israelense de Antiguidades (IAA) anunciou que um dos sítios arqueológicos mais famosos de Jerusalém, o tanque de Siloé, será submetido a uma escavação completa e será aberto ao público para visitação.

O tanque, que apesar do nome se assemelha muito mais a uma piscina, foi construído pela primeira vez no tempo do rei Ezequias há cerca de 2.700 anos, e descrito no Evangelho de João como um lugar onde Jesus curou os enfermos, tem sido um ponto de grande interesse para historiadores e arqueólogos há mais de 150 anos. Em 1880, uma inscrição descrevendo as obras de Ezequias, escrita em hebraico, foi encontrada no túnel de água. Isso desencadeou outras expedições, incluindo uma que descobriu algumas das escadas até o tanque.

De acordo com a CBN News, a Fundação Cidade de Davi e a Autoridade dos Parques Nacionais de Israel se unirão à IAA no projeto de escavação na parte sul da Cidade de David, logo ao sul das muralhas da Cidade Velha de Jerusalém. A Bíblia menciona o tanque de Siloé em 2 Reis, 20:20. Ele funcionava como um reservatório que segurava as águas da nascente de Gihon. O rei Ezequias desviou a água para a cidade através do túnel que ele ordenou que fosse escavado nas rochas sob a cidade para manter as fontes de água longe do rei Assírio Sennacherib. Durante o período Romano, o Tanque foi ampliado, ganhando uma forma mais ampla.

O Apóstolo João contou a história de Jesus curando um cego no tanque de Siloé, em João 9,6-7. Historiadores acreditam que as águas de Siloé eram usadas como um banho ritual para os peregrinos que chegavam ao Templo vindos da cidade de Davi. “Pela primeira vez na história moderna, a escavação pela IAA permitirá a exposição completa do tanque de Siloé, dentro do contexto de uma escavação arqueológica oficial”, disse o IAA.

O objetivo das escavações é justamente revelar a ampliação do período romano, pois hoje a parte mais antiga, que funcionava com cisterna já foi escavada. Na primeira etapa, os visitantes poderão observar as escavações arqueológicas, e nos próximos meses a visitação ao tanque de Siloé será aberta para acesso turístico, como parte de uma rota que começará no ponto mais ao sul da cidade de David e terminará nos passos na Muralha Ocidental.