O Senhor te abençoe e te guarde

Publicado em: 1 de janeiro de 2018

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 20

Tags:

Números 6.24-26

24 “O SENHOR os abençoe e os guarde;
25 o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre vocês e tenha misericórdia de vocês;
26 o SENHOR sobre vocês levante o seu rosto e lhes dê a paz.”

Roupas brancas na virada do ano, prato com lentilhas, comer frutas como uvas e romãs para atrair fortunas, dar três pulos nas ondas do mar, entre outros, são alguns dos artifícios usados por muitos para buscar a felicidade para o próximo ano. Tudo isso pode até ser divertido, porém demonstra a falta de conhecimento de muitos sobre Aquele que verdadeiramente pode mudar a nossa sorte. Deve-se entender que sem as bênçãos de Deus o Ano Novo não será nada especial. É impossível imaginar realizações sem a direção de Deus. As bênçãos de Deus não podem ser adquiridas através de simpatias e superstições.

O texto base de hoje é conhecido como “bênção sacerdotal”. Esta bênção era objetiva, gradativa e completa. O sacerdote tinha que zelar pela vida espiritual do povo. O texto mostra algumas lições sobre a relação de Deus conosco. A bênção sacerdotal revela a necessidade da bênção de Deus (v.24) – “O Senhor te abençoe e te guarde…”. Muitos confiam suas vidas a deuses de pau, pedra e gesso. Diz a Bíblia que tais deuses não passam de fabricação humana (Sl 115). Outros confiam suas vidas em bens materiais e riquezas (Mc 8.36). Outros fazem de alguns líderes espirituais sua segurança, obedecendo-os cegamente (Jr 6.14). Se quisermos ser bem-sucedidos em 2018, devemos entender que Deus é a única segurança (Salmo 18.1-6).

A bênção sacerdotal revela a necessidade de comunhão com Deus (v.25) – “O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti”. No cântico “Adeus Ano Velho” em determinado trecho da música se diz “muito dinheiro no bolso”. Apesar do dinheiro ser importante, ele não é a maior necessidade do homem. A maior necessidade do homem é cultivar um relacionamento saudável com Deus. Santo Agostinho afirmou que o homem tem um vazio na alma do tamanho exato de Deus.

A bênção sacerdotal revela a necessidade de paz com Deus (v.26) – “O Senhor sobre ti levante o rosto e te dê a paz.”. O pecado nos afasta de Deus (Is 59.2). O pecado tira a paz. Talvez o ano de 2014 tenha sido marcado por dissabores em sua vida em virtude dos frutos da desobediência. Que tal olhar firmemente para o Autor e Consumador da fé que é Jesus Cristo (Hb 12.1-3) e começar uma nova vida (II Co 5.17)?

Com Cristo, a paz acompanhará você durante todo o ano de 2018, mesmo em meio às lutas. Um Feliz Ano Novo!