Usos incorretos da Bíblia sobre o Coronavírus (Parte 2)

Publicado em: 31 de maio de 2020

Categorias: Destaques, Estudos de Quinta Feira

Visualizações: 322

Tags: , , ,

Os profetas da antiguidade repreendiam as pragas, os de hoje fecham as igrejas?

Temos acima mais um argumento absurdo e mentiroso. Os profetas sempre trouxeram a palavra de Deus às pessoas e oravam com humildade diante das dificuldades. Isso é fato. Porém, Noé repreendeu o dilúvio? Não! José do Egito repreendeu a fome quando soube o sonho de Faraó? Não! Jeremias e Isaías repreenderam o cativeiro mandado por Deus? Não! Quando José e Maria ficaram sabendo do plano de matança dos bebês eles repreenderam isso? Não, antes, foram fugidos ao Egito para proteger a criança. O que vemos na Bíblia é que cada servo de Deus agia conforme a direção de Deus em suas épocas. Fechar os templos hoje em recomendação às autoridades, ao meu ver, é uma decisão sensata, de amor, de respeito ao próximo. É uma forma da igreja mostrar respeito à sociedade e se organizar de outras formas para ser sal e luz! Não é falta de coragem!

Os pastores estão fechando a igreja de cristo! Que absurdo?

Temos mais um argumento confuso e incorreto. Quando se fecham templos não significa que a igreja de Cristo está sendo fechada. Os templos são apenas locais de culto e não a igreja de Cristo (1 Pedro 2:9). Muitos confundem “paredes” com a igreja do Senhor, o que é um erro! Sendo assim, a igreja de Cristo está plenamente aberta, está se organizando e cultuando de outras formas, sendo igreja no mundo de formas criativas. Eu mesmo tenho atendido irmãos, evangelizado, criado mensagens aqui pela internet e trazendo, dessa forma, a palavra de Deus para a igreja de Cristo! A igreja de Cristo não pode ser fechada, pois Ela é de Cristo e não nossa! Ela não é parede, tijolo, ela é feita de pessoas, de servos do Senhor. Ela está viva, não pode ser morta, paralisada; a palavra de Deus não está algemada: “pelo qual estou sofrendo até algemas, como malfeitor; contudo, a palavra de Deus não está algemada” (2 Timóteo 2:9).