Quando ser bom não é o Bastante

Publicado em: 18 de março de 2019

Categorias: Devocionais

Visualizações: 229

Tags:

Quais seriam as virtudes para uma pessoa ir para o céu? Ótimo pai de família? Mãe atenciosa e prendada? Excelente profissional? Ser respeitado na sociedade? Ser generoso? Ser religioso? A Bíblia registra a interessante história da conversão de Cornélio (Atos 10). Homem conceituado e respeitado tanto pela família como pela sociedade, aos olhos humanos Cornélio teria todos os requisitos para alcançar a salvação. Ele tinha uma respeitável profissão, era centurião romano. Também era piedoso e bom pai de família.

Ele se importava com os necessitados dando esmolas a eles (At 10.1-3). Religioso, Cornélio frequentava as sinagogas judaicas e praticava a oração. Mesmo com todos estes atributos, Cornélio reconhecia que tudo isso era insuficiente para trazer a salvação a ele. É por isso que Cornélio manda chamar a Pedro para que este trouxesse a mensagem de salvação em Cristo tanto a ele como os de sua casa (At 11.13-14). A atitude de Cornélio nos mostra que ser bom aos olhos humanos não basta. A conversão de Cornélio nos mostra que não há salvação por boas obras. A salvação é obra de Deus e iniciativa exclusiva Dele (Jo 15.16; Ef 2.8-10; I Jo 4.19).

A salvação é encontrada somente em Cristo (Jo 3.16; At 4.10-12). Não importa a condição social, a reputação, cor da pele, condição econômica ou nacionalidade. Recordo do testemunho de um maçom. Quando este foi perguntado sobre seus méritos para entrar no céu respondeu equivocamente que seus méritos estavam em ser um bom maçom. É preciso entender que não basta ser um bom presbiteriano, não basta ser um bom batista, metodista, luterano, etc. Não basta ser um bom pai ou mãe de família. Não basta ser um excelente profissional. Não basta ter talentos, fama e sucesso.

Você pode morar num belo apartamento com cobertura ou numa favela. Pode ser gerente de uma multinacional ou um simples varredor de rua. Sem Jesus todos estão em iguais condições. A conversão de Cornélio mostra que todos pecaram e carecem da glória de Deus (Rm 3.23). A conversão de Cornélio nos mostra que ser bom não é o bastante.