O Papel do Esposo na Construção de uma Família

Publicado em: 15 de maio de 2017

Categorias: Devocionais

Visualizações: 1034

Tags:

Esposo

Efésios 5.22-33

Esposa, obedeça ao seu marido, como você obedece ao Senhor.
Pois o marido tem autoridade sobre a esposa, assim como Cristo tem autoridade sobre a Igreja. E o próprio Cristo é o Salvador da Igreja, que é o seu corpo. (NTLH)

Quero, nesta devocional, demonstrar qual é o papel do esposo na contribuição de uma família estruturada e que seja capaz de enfrentar as adversidades do dia a dia com base na carta aos Efésios. Esta carta tem como tema central a unidade. O apóstolo reconhece a necessidade  de existir unidade também na família. No texto base, Paulo fala tanto da responsabilidade do esposo como da esposa. Vejamos hoje, a responsabilidade do esposo:

1º) O marido deve liderar a família (v.23)

“Porque o marido é o cabeça da mulher”. Segundo Paulo, ser “cabeça” significa ser o líder do lar, não se omitir. A figura é uma analogia da antiguidade e faz referência ao “cabeça” do pelotão ou tropa militar que administra as crises e cria estratégias. A Bíblia nos fala que devemos tomar toda a armadura de Deus para resistir no dia mau (Ef 6.13). O “dia mau” é aquele momento em que as lutas e as dificuldades surgem. É meu dever como esposo e líder, lutar a guerra que ameaça a paz em meu lar e não fazer guerra dentro de meu lar gerando mais crises e dificuldades dentro dele.

2º) O marido deve exercer autoridade sobre a esposa (v.24)

“Assim também as mulheres sejam em tudo submissas a seus maridos”. Quando o marido se sujeita a Cristo, a esposa não terá dificuldades em se sujeitar ao marido. Autoridade não é machismo, não é poder. Os fariseus usavam o poder para oprimir (Mt 23.4); Cristo usava o poder para inspirar as pessoas a imitá-Lo (Mt 7.29). É função do marido inspirar esposa e filhos a imitar a Cristo no amor e na bondade. O marido que imita a Cristo cuida da esposa e não a maltrata esta não terá problemas em se sujeitar a ele.

3º) O marido deve se sacrificar pela esposa (v.25)

“Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a Si mesmo Se entregou por ela”. O marido deve acolher as virtudes da esposa, e também deve aprender a acolher de-feitos. Jesus é o noivo e a igreja a noiva. O amor que vem de Deus vence todos os obstáculos (Ct 8.7). A iniciativa de se dar pela noiva (igreja) foi de Cristo (Jo 13.1; Ef 5.25). A iniciativa de deixar pai e mãe para se unir à esposa é do homem (Gn 2.23).

4º) O marido deve santificar a esposa (v.26)

“Para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem cousa semelhante, porém, santa e sem defeito”. Jesus amou sua noiva (igreja) com suas virtudes e defeitos. O esposo é responsável pela esposa. Ele não deve se omitir nem camuflar erros. A imagem apresentada no v.26, Paulo extrai dos objetos do templo do V.T. que eram santi-ficados e separados para a Glória de Deus.

Você marido tem entendido que sua esposa é um bem precioso separado para a Glória de Deus? Pense nisso.