O meu Cálice Transborda

Publicado em: 18 de julho de 2019

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 97

Tags:

O Salmo 23 é um salmo de confiança. O tema central dele é “nada me faltará”. Davi, quando o escreveu o Salmo 23, estava passando por intensa perseguição (23.5). Entre os vv.1-4 temos a figura da peregrinação, entre os vv.5-6, o cenário muda e Davi passa a falar do hóspede e do hospedeiro. Na cultura oriental, receber bem um hóspede era sinal de respeito e acolhimento. Era comum servir ao hóspede um bom banquete regado a vinho. Transbordar o cálice indica que à medida que o hóspede ia esvaziando o cálice de vinho, o hospedeiro colocava mais vinho indicando que ele era bem-vindo ali e deveria permanecer mais tempo na casa. Se o hospedeiro quisesse que o hóspede fosse embora, ele deixaria o cálice esvaziar. 

O que Davi quer nos mostrar é que apesar de ser perseguido, difamado e odiado por seus inimigos, na presença de Deus ele era sempre bem-vindo, pois enquanto seus inimigos não se preocupavam em fazer a vontade de Pai, Davi estava sempre disposto a ser instrumento do ETERNO. Você talvez esteja enfrentando a calúnia e a difamação. Talvez tenha sido rejeitado por seus pais, filhos ou cônjuge. Talvez enfrente perseguição no trabalho ou universidade por ser cristão e andar na contramão do mundo. Por mais que você se sinta só ou rejeitado (a), saiba que é amado (a) por Deus. Saiba que você é bem-vindo (a) na presença Dele. O Senhor, o nosso pastor, Ele é o nosso melhor amigo. Ele sempre nos acolherá com amor (Sl 27.10; Is 49.15). 

Continue firme no propósito de fazer a vontade do Pai. Ele virá em seu socorro.