O Chamado de Simonton para evangelizar o Brasil

Publicado em: 18 de agosto de 2019

Categorias: Destaques, Devocionais

Visualizações: 30

Tags: ,

Este ano a Igreja Presbiteriana  celebra 160 anos de sua chegada ao Brasil. O início da Igreja Presbiteriana no Brasil se deu com a chegada do missionário norte-americano Ashbell Green Simonton. Nascido na Pensilvânia em 1833 e de família de classe média alta, Simonton era o filho caçula. Seus pais tinham 9 filhos. Sua família era piedosa e dedicada à fé cristã. Seu pai era médico, político e presbítero. Ele foi eleito duas vezes para o Congresso Nacional Americano.

Apesar do berço cristão, Simonton tinha dúvidas a respeito de sua salvação. Em seu diário ele escreveu: “Não consigo ver mudanças em mim. Não sinto o coração transformado, nem descubro novas verdades. Estou procurando a Cristo, mas ainda não consegui achá-lo” (Diário, 24/03/1855). Simonton resolveu buscar a Deus através da leitura da Bíblia, oração e consagração.
Sua vida espiritual tomou um novo rumo quando ele ouviu a pregação do rev. Charles Hodge sobre a missão da igreja no dia 14/10/1855. Decidiu então ir para o Seminário de Princeton em Nova Jersey.

Com o coração aquecido pelo evangelho, tomou a firme decisão de ir para o Brasil. Teve convites para pastorear boas igrejas nos EUA, mas o chamado para o Brasil pulsava em seu coração. Quando alguém tentou demovê-lo da ideia de vir ao Brasil, considerado por muitos como um lugar inóspito e sem futuro, Simonton respondeu: “A única segurança está na submissão à vontade e aos propósitos de Deus.

Sob a direção de Deus, o lugar de perigo é o lugar de segurança e, sem a Sua presença, nenhum abrigo é seguro.” E assim, no dia 18 de junho de 1859, Simonton partiu para o Brasil chegando no Rio de Janeiro em 12 de agosto de 1859.