Lutando contra a ansiedade

Publicado em: 24 de abril de 2017

Categorias: Devocionais

Visualizações: 592

Tags:

Ansiedade

A ansiedade é um dos problemas mais comuns e que tem afetado grande parte da sociedade. Pode-se definir ansiedade como a preocupação em excesso. Ela pode vir acompanhada pelos seguintes sintomas: mal-estar, angústia, insônia ou sono em excesso, dores no estômago, dores no peito e de cabeça, dificuldade em respirar, apetite em excesso ou falta de apetite. Várias pessoas que viviam nos tempos de Jesus não dispunham de quase nada, além do essencial – comida, roupa e casa que as abrigasse. Muitas dependiam de plantações para viverem e se preocupavam com as condições climáticas.

Jesus procura tranquilizar tais pessoas, mostrando que temos um Pai que cuida de nós e quer o melhor para Seus filhos. Vejamos quais são as lições que Jesus nos trás para que vençamos a ansiedade.

1) Confie no amor do Pai (vs. 25-26): “Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?”– De todos os líderes que passaram pela terra, de uma forma ou de outra, somente Jesus nos ensinou a chamar a Deus de Pai. Na oração ensinada por Jesus, Ele pede que chamemos a Deus de Pai. Paulo foi mais longe ao chamar a Deus de “Aba”, “paizinho” em aramaico. Quando certo teólogo inglês foi perguntado sobre o que é ser cristão, ele respondeu que ser cristão é poder chamar a Deus de Pai. Deus tem um profundo cuidado com as aves (v.26) e se Ele tem tal amor pela sua criatura (Sl 104.21-24 e 27), quanto mais por nós, filhos de Deus, criados à Sua imagem e semelhança (Gn 1.26)! Confie no amor do Pai.

2) Confie na providência do Pai (vs. 28-30): Deus provê as necessidades de Suas criaturas, Ele alimenta as aves e veste os lírios do campo. Jesus cita em Mt 6.29, o rei Salomão. Pode-se pensar que esta é uma referência positiva ao filho de Davi, devido ao seu luxo e esplendor, mas esta é uma referência negativa. Jesus quer nos mostrar que Salomão é o exemplo de pessoa ansiosa, pois ao invés de confiar no Pai, confiou mais em sua própria pessoa, multiplicando riquezas, cavalos, mulheres e impostos, coisas que desagradaram a Deus (Dt 17.16-17). Devemos nos lembrar que tudo. aquilo que somos ou conquistamos, é devido à misericórdia de Deus (Dt 8.17-18).

3) Confie sua vida diária ao Pai (vs. 31-33): quando se fala para confiar no Pai, não se quer dizer que o homem não deva trabalhar (II Ts 3.10),  pois os próprios pássaros trabalham. O que se quer mostrar aqui é que Deus é que deve edificar a nossa vida (Sl 127.1-2). Já se disse que a ansiedade nos leva a ser crucificado entre dois ladrões: (a) remorso de ontem, (b) preocupação com o amanhã. Lembre-se que ficar ansioso hoje, significará menos energia para o amanhã.

Se você sofre com a ansiedade, aqui vão algumas dicas: (a) Busque ajuda se necessário (Gl 6.2; Cl 3.16); (b) Tenha momentos de descontração (Pv 17.22); (c) Procure ajudar o próximo (Lv 19.18); (d) Confie em Deus (Mt 6.33). Que Deus o ajude a vencer a ansiedade.