Conte com Ele para superar a síndrome de pânico

Publicado em: 7 de novembro de 2016

Categorias: Devocionais, Estudos do Culto Vespertino

Visualizações: 264

Tags:

O medo nem sempre é ruim. Em alguns momentos ele é fundamental, pois nos afasta e nos protege dos perigos deste mundo. Por outro lado, o medo em excesso pode ser profundamente prejudicial. O medo em excesso é a porta de entrada para uma doença conhecida na psicologia como “SINDROME DE PÂNICO”. A palavra pânico, derivada do grego “panikon”, está ligada ao pavor repentino; àquilo que assusta; ao medo infundado.

A pessoa com síndrome de pânico superestima algo que nem sabe se de fato irá acontecer. O medo de perder o controle; o medo da morte ou de uma tragédia iminente; dormência e formigamento nas mãos, nos pés ou no rosto; palpitações; ritmo cardíaco acelerado; sudorese; tremores; falta de ar; náuseas e sufocamento são alguns dos sintomas apresentados. Problemas genéticos, os traumas da vida, a ansiedade generalizada e a depressão estão entre alguns fatores desencadeadores da doença. Algo que é extremamente sofrível para quem sofre deste mal é o medo de ter medo. Daí, o portador da síndrome de pânico evitar algumas situações que possam desencadear a crise.

É importante afirmar que há cura para aqueles que sofrem deste mal. Terapia, medicamentos, alimentação adequada, exercícios físicos e apoio espiritual são fundamentais para a recuperação de quem sofre deste mal. A Bíblia não mascara os medos dos servos de Deus. Deus conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó (Salmo 103.14). É por isso que encontramos na Bíblia cerca de 365 vezes a expressão “não temas”. Quando o servo de Eliseu passou por uma terrível crise de medo, Eliseu orou ao SENHOR e o nosso Deus abriu os olhos espirituais do servo de Eliseu mostrando a ele que não estava sozinho e que o SENHOR estava os protegendo (II Reis 6.15-17).

Você tem enfrentado a síndrome de pânico? Tem sido difícil continuar? Creia que você não está só. Busque o tratamento adequado, creia que Deus está cuidando de você. Lembre-se que você pode contar com Ele para superar a síndrome de pânico. Conte com meu apoio e orações.